quinta-feira, 2 de abril de 2009

O que somos e para onde vamos

Associação Comunidade Cultural Quilombaque

A Comunidade Cultural Quilombaque é uma organização sem fins lucrativos que surgiu em 2005, a partir da iniciativa de um grupo de jovens, moradores de Perus, bairro periférico situado na zona noroeste de São Paulo e que concentra os piores índices socioeconômicos e culturais, onde as maiores vítimas são os jovens.

O envolvimento com a arte - forte característica presente no grupo - se revelou uma alternativa de enfrentamento a situação, proposta na qual rapidamente centenas de outros jovens aderiram agregando múltiplas formas de expressões artísticas e manifestações culturais caracterizando e legitimando a missão da organização.

Autonomia

O ideal da Quilombaque pode ser resumido da seguinte forma: “Promover a produção e a difusão, proporcionando aos moradores, principalmente os jovens, a experimentação, fruição e expressão das diversas e diferentes formas de manifestação artístico-culturais e empoderar o desenvolvimento social,educacional,ambiental e econômico local sustentável”.

Principais objetivos:

- Agregar e congregar artistas, agentes e equipamentos socioculturais proporcionando a troca e a convivência multicultural, desenvolver pesquisas, programas, projetos e oficinas de formação artística e profissional, eventos e espetáculos diversos;

- Promover eventos e espetáculos, ampliar a consciência política e ambiental e o desenvolvimento local sustentável através da economia da cultura;

Principais atividades:

Desenvolvidas ao longo destes 4 anos, os eventos e atividades da Quilombaque envolveram e atingiram cerca de 30 mil pessoas diretamente.

- Cursos e Oficinas de Percussão, Danças, Circo, Marchetaria, Libras, Redação, Teatro, Hip Hop, Grafite, Educação Ambiental.

- Promoção de atividades de cinema, teatro, música, debates, exposições de fotografia e artes, esportivas, festa junina, saraus, feiras de artesanatos.

- Participação intensiva e expressiva em atividades sociais, na luta contra o Lixão, Contra o Racismo, Dia Internacional da Mulher, Dia das crianças, carnaval de rua, em defesa da educação, no Forum de Desenvolvimento Local, Rede de Movimentos Sociais e Plataforma Urbana (UNICEF).

- Com o Bloco Refúgio diversas apresentações e cortejos na região, e participação no carnaval de rua do bairro e oficial da cidade.

Comunidade Cultural Quilombaque
Travessa Cambaratiba, 05 - Centro de Perus (próximo à estação de trem Perus e da Praça Inácia Dias)
E-mail: quilombaque@gmail.com
Comunidade no orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=42114625
Telefones: (11) 7177-0183 / (11) 3918-8259

5 comentários:

José Queiroz disse...

Silvinho, sem palavras!
Na verdade diria muitas, mas não caberiam nos comentários.
O que me alimenta e me faz acreditar que um outro mundo é possível são as oportunidades de poder compartilhar sonhos, atitudes e a vida com pessoas como você!
Fogo nessa fogueira, vamos subir o gás!
Soró

Papillon disse...

É um prazer conhece-los... espero poder compartilhar de momentos incriveis com essa comunidade que todo meu carinho já leva...

somos todos um

bjs a essa familia... Felícia

Papillon disse...

ah estou salvando as fotos e o video em dvd e logo entrego pra vc Silvio pra poder publicar no blog tb!!!! axé

Luiz disse...

Salve Amigo(a)s!

Podemos dizer que núcleo cultural é totalmente voltado para os necessitados, pois ele é na comunidade, é feito e voltado às pessoas que ali vivem.
Parabéns e vida longa

Anônimo disse...

oi meu nome é jadson moro litoral e pago o pedagio mais caro da america latina quando preciso ir a outra cidade. me enterressei pela comunidade quilombaque por que alem de lutarem pelos direitos de sua comunidade tambem lutam por todos que tem o direito de ir e vir sem ter que pagar por isso, sei que a maioria dos pedagios são inconstitucionais se não todos. por que ninguem luta contra isso pago um absurdo de ipva, pagos muito mais de pedagio, vamos investir mais nesta luta.