segunda-feira, 12 de julho de 2010

Graffiti na Tribuna

Elemento do hip hop é discutido no quinto encontro


Com participação da grafiteira Fernanda Sunega, antropóloga e uma das fundadoras da rede Graffiteiras Br, o quinto encontro da Tribuna Hip Hop, que aconteceu na última sexta (09/07), no Ponto de Cultura Quilombaque, levantou duas questões essenciais para todos os integrantes do hip hop: o que fazer para unir novamente todos os elementos e como mudar a visão da participação feminina no movimento.


Fernanda contou um pouco da sua experiência em Campinas, onde mora, em um projeto que realizou em parceria com escolas unindo graffiti e literatura, a partir do estudo de obras de autores brasileiros. Destacou também a importância de conscientizar o público com ideias e palavras nos graffitis, além de ressaltar que o graffiti enquadrado em galerias de arte não tem o mesmo impacto que o exposto nas ruas da cidade.

Confira abaixo algumas fotos do encontro de julho. Clique aqui para conhecer o blog do grupo Maçãs Podres, do qual Fernanda Sunega participa.

Texto e fotos: Silvio Luz

Um comentário:

Anderson Benelli disse...

Talvez esses artigos contribua para fortalecer a reflexão sobre o assunto. Rua ou Morte http://andersonbenelli.blogspot.com/2010/04/rua-ou-morte.html
E Arte popular: RECONHECIMENTO OU SAQUE CULTURAL?!? http://andersonbenelli.blogspot.com/2010/04/reconhecimento-ou-saque-cultural.html