domingo, 6 de dezembro de 2009

Mais de 12 horas

Perusferia: Travessa Cambaratiba é revitalizada


Com a estimativa de mais de 5.000 pessoas circulando durante todo o evento Perusferia - Artevismo no Beco, no último sábado (05/12), a população viu surgir uma nova rua no bairro. Depois da intervenção de mais de 12 horas ininterruptas com mais de 100 grafiteiros - de São Paulo e também de outros estados -, a Travessa Cambaratiba, rua paralela à estação de trem Perus, foi transformada numa grande galeria de arte a céu aberto. O projeto foi realizado pela parceria de sucesso entre a Quilombaque e a Ecos.

Além do graffiti, o Beco da Cultura foi tomado por barracas de artesanato, brincadeiras e pinturas de rosto para crianças, shows, teatro, dança, percussão, poesia, discotecagens com a Phone Raps e muito mais. A intervenção artística Auto da Camisinha mostrou, de forma descontraída, a importância do uso do preservativo. Um stand da Ecos distribuía camisinhas, informativos e fitinhas da campanha do Laço Branco - Homens Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, o tema do evento.

Antes dos shows de rap - com as participações impactantes de Marechal, Eli-Efi e Inquérito - o grupo de dança-afro Dandara deu conta do recado ao representar a cultura africana ao lado do grupo de percussão Filhos de Obaluaiê. E a poesia não ficou de fora. O Literatura Suburbana subiu ao palco - cedido pela SPTuris - para declamar seus versos com segurança e consciência.

Ciranda e reggae

Outras atrações da noite foram as bandas Sudaca (hip-hop rock) e Amandla (rap) e o grupo de poesia Elo da Corrente. Antes do reggae do DaMata, de Pirituba, contagiar a galera com muita positividade, o grupo teatral Girandolá, de Francisco Morato, pôs todo mundo na roda da ciranda, com a participação especial de Seu Júlio na cantoria. A animação foi tanta que os gritos de bis impulsionaram uma roda de côco para finalizar a intervenção.

O DaMata subiu ao palco por volta das 22h e transmitiu ainda mais boas vibrações para o público. Mesclando canções próprias com covers de Bob Marley, por exemplo, a banda também manteve um diálogo de paz e conscientização e frisou o combate à violência contra a mulher. Em seguida, o Cartel Central (rap), de Perus, encerrou o Perusferia falando da quebrada para a quebrada.

Depois de meses de negociação, planejamento e busca de parcerias, a Ecos e a Comunidade Cultural Quilombaque conseguiram colocar o projeto em prática. Parabéns a todos os envolvidos. Parabéns a todos que acreditaram e continuam a acreditar que a arte e a cultura é um dos principais pilares para a transformação não só de uma rua e um bairro, mas de todo um país. Agradecimentos à CPTM e à Subprefeitura de Perus, que nos apoiaram nesta empreitada, e também a todos os grupos culturais do bairro e da região, que acreditam e contribuem com nossas ações.

Por fim, um convite: visite a Travessa Cambaratiba e veja de perto a transformação. Confira mais fotos do evento:

[Texto: Silvio Luz/Comunicação Quilombaque. Fotos: Márcio Ramos]

Para conferir mais fotos, acesse nossos álbuns no Orkut > http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6211627204010919636

22 comentários:

Comunidade Cultural Quilombaque disse...

Apenas um ponto negativo: fica aqui o protesto contra a Eletropaulo, que deixou a Travessa Cambaratiba sem iluminação pública durante uma semana, inclusive no dia do evento. O prazo para a solução do problema - quatro dias corridos a partir do dia da reclamação no 0800 da Ilumi, que ocorreu na terça, 01/12 - não foi cumprido. Ainda aguardamos a solução e o respeito à população por parte da empresa de iluminação pública.

Papillon disse...

evento lindo!!! fiquei muito feliz de ver a comunidade assim... amo muito todo esse movimento...

Arte com Personalidade disse...

Que legal!!
Gostei muito da matéria...
Parabéns. Vou add vc.

Meire disse...

Muito bom poder estar com vocês!
Parabéns!!!




'Para se dançar ciranda, juntamos mãos com mãos'

José Queiroz disse...

Juventude madura, protagonista, empreendedora, profissional, criativa, maravilhosa....... acabaram os adjetivos e eu não disse nem um décimo do que eu gostaria, e, merece ser dito.
Haja coração!!!!!!!!

Anônimo disse...

Adorei conhecer o trabalho e o espaço de vocês ao vivo!
Parabéns!!!!
Fiquei encantada com o evento e muito feliz por estar lá com vocês.
Que no próximo ano encontremos muitos outros momentos pra darmos as mãos e girar essa ciranda!!!!

Fabia Pierangeli
Teatro Girandolá

GENU-LEANDRO disse...

DIA MARAVILHOSO, QUE DEUS ABENÇÕE A TODOS VCS!
PODERIA TER MAIS FOTOS DO GARFFIT NÉ !!!!
VALEU !!!

Giselle disse...

PERFEITO!
FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DO SORÓ!

Elcivan disse...

Que legal!

Anônimo disse...

salve rapá!!
Satisfação total poder contribuir para o evento e a expansão da cultura periférica e urbana!!!!

abraços..
sempre que precisar é só contar, vamos fortificar a rede!

Asè

literatura suburbana

Lincoln Sobral disse...

Maravilhoso evento (soube pelo blog do Luis Nassif)! Além de estimular as pessoas a se expressarem artisticamente, ajuda a fortalecer os laços comunitários! Parabéns pra vocês!

P.S.: Nota zero pra companhia de energia elétrica.

Márcio Lacerda de Araújo disse...

Parabéns!!! Isso prova que não precisamos ficar só reclamando dos políticos... podemos mudar a nossa realidade a partir de nossas próprias mãos e cabeças!
Valew galera

Lincoln Sobral disse...

Aproveitando pra avisar: A equipe-base da Marcha Mundial pela Paz e a Não-Violência chega ao Brasil no dia 15 próximo e seria interessante vocês se informarem para possivelmente participar dos eventos em São Paulo. Saibam tudo no site http://www.marchamundial.org.br

Shirley disse...

Parabéns Galera!!!

O beco não é mais o mesmo!!!Perus não é mais o mesmo!!!Lindo evento!!!!

Parabéns, Parabéns, Parabéns!

Luciana disse...

lindo evento, linda matéria, lindas fotos.

:)

O beco não é mais o mesmo!!!Perus não é mais o mesmo!![2]

Anônimo disse...

Parabéns!
Que ações como essas sejam sempre possíveis, e cada vez mais o trabalho de vocês seja reconhecido.
Beijos
Thalita Duarte

DÉB´S disse...

SÓ OS FORTES SOBREVIEVEM.... E VIVA NÓS!!!

administrador disse...

FOI LOKO!!!!

http://www.flickr.com/bancaeu

http://www.fotolog.com/oitodois

Anônimo disse...

Parabens aos companheir@s!!!

cores e mais cores na periferia!

abs

cabelo
_rede emancipa

Escola Livre de Teatro - Jales/SP disse...

Parabéns à todos que trabalharam muito na organização desse maravilhoso evento! Parabéns à todos que saíram de suas casas para prestigiar o evento! E muito obrigado à todos que nos receberam com muito carinho. Em função disso, carregamos uma impressão maravilhosa do Perusferia por mais de 600 quilômetros e falamos de tudo isso para todos que pudemos.
Abraço!
Clayton Campos (Benedito do Auto da Camisinha)
Escola Livre de Teatro de Jales/SP
elite-escoladeteatro@hotmail.com
claytoncampos_campos@hotmail.com
www.elteatrojales.blogspot.com

Ôxe disse...

Obrigado a todos do Quilombaque pelo maravilhoso evento!

Gostamos muito de tudo (o espaço, o evento, as apresentações, os grafites, em resumo tudo). Temos certeza que também foi um momento inesquecível para Seu Júlio, aqui de Morato, que foi ovacionado pelo público (fato inédito) que participou em massa da ciranda puxada por ele.

Realmente impecável!

Parabéns a todos e todas pelo maravilhoso evento!


Abraços do fundão!
Equipe Ôxe!

Janaina Torres disse...

Eu fui..e curti muito...
Realmente foi evento cultural diferente do q as pessoas estão acostumadas...
Pra nos que curtimos o movimento do Hip-Hop...o movimento da Paz, ja é normal e que nos faz crer que o Hip-Hop, ainda esta muito mais do que vivo...Graças A DEUS...